SBT reverencia Roberto "Chaves Chapolin" Bolaños

Olá, internautas.

Luto. Na última sexta-feira (28/11), cheguei em (a) casa por volta das 19h30. Primeira notícia, logo que adentrei: morreu uma pessoa muito querida por você. Pensei: quem será? Depois, outra dica: já estava “senhorzinho”. Finalmente a resposta: o Chaves.

Fiquei realmente consternado. Triste, principalmente ao acompanhar a programação. O ”Morning Show”, na RedeTV!, já falava sobre o falecimento. Depois, zapeei para o “SBT Brasil”, com Joseval Peixoto e Rachel Sheherazade, em edição especial sobre a trajetória artística de Bolaños e a repercussão do falecimento entre  os brasileiros. Nesse momento, até Gugu reapareceu na tela da emissora de Silvio Santos. Comentou sobre os bastidores da entrevista realizada por ele com o “Chaves” em décadas passadas.

E não parou por aí. O SBT promove uma intensa programação dedicada ao “Chespirito”. O canal reconhece a importância da atração em sua trajetória. Nos intervalos comerciais de “Chiquititas”, o bloco “Obrigado Chaves” mostrava depoimentos de personalidades que explicavam o sucesso do seriado da Televisa no Brasil. O publicitário Washington Olivetto foi muito feliz em suas análises. Depois, o “Programa do Ratinho” reprisou uma entrevista exclusiva com Bolaños e Florinda Meza (Dona Florinda), em Cancún. Nesta manhã de sábado (29/11), o SBT exibiu uma maratona com diversos episódios, dentre os quais Bruxa do 71 com o bordão clássico “É você, Satanás”  e Chaves em Acapulco.

As outras emissoras não ficaram para trás. Até o “Jornal Nacional” noticiou a morte de Bolaños com um correspondente internacional em Nova York. William Bonner comentou que era um fato triste. O “Jornal da Cultura” também prestou uma singela homenagem no encerramento do telejornal.  

Como já escrevi neste espaço, sou fã do Chaves e do Chapolin. Lembro da estreia do herói mexicano no Bozo, em 1984. Uma das minhas primeiras lembranças televisivas. Mesmo com surradas reprises, até hoje dou risada com as peripécias do menino do barril. Isso demonstra que o texto de Bolaños conseguiu superar o tempo. Também sempre é válido destacar a competência dos dubladores que deram vida aos personagens aqui no Brasil.

Estou realmente triste com a notícia. Sentimento compartilhado por milhões de brasileiros.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 16h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"Ver TV" apresenta boa discussão na TV Brasil

Olá, internautas

Nesta madrugada de quarta (26/11) para quinta-feira (27/11), comecei a zapear pelos canais. Nada de interessante, até parar na TV Brasil. Estacionei no “Ver TV”. O  programa, apresentado pelo jornalista Lalo Leal Filho, aborda assuntos pertinentes ao universo televisivo. É uma atração que provoca reflexões no telespectador.

Nesta edição, os convidados debatiam a presença do negro na TV brasileira. Assunto que sempre abordamos também neste espaço. O horário da madrugada é alternativo. Na realidade, o programa inédito vai ao ar todas as sextas-feiras, às 20 horas. Portanto, a discussão envolvia o Dia da Consciência Negra, comemorado na última semana.

Na USP, tive a oportunidade de elaborar alguns estudos sobre o tema. A Universidade tem um núcleo especializado nesta área. Por isso mesmo, o assunto sempre provoca o meu interesse. O negro não consegue se identificar com a TV brasileira. Gravíssimo.  A TV Globo, maior emissora do País, caminha a passos lentos na melhor representatividade dos “afrodescendentes” na teledramaturgia. Aliás, neste ano, “Sexo e as Negas” provocou expressiva rejeição entre os estudiosos. Eu, particularmente, não percebi racismo nesta produção. Porém, os especialistas não perdoam a série de Miguel Falabella.

“Ver TV” trouxe ainda um ponto interessante que já tinha notado. Em todas as campanhas políticas, havia um apresentador ou apresentadora negra para defender as ideias dos candidatos a presidente ou governador. Uma pergunta que não quer calar: será que agora esses profissionais ganharão uma oportunidade na Globo, SBT, Record, RedeTV!, Band, Gazeta, Cultura ou qualquer outra emissora? Acredito que não, diante do que é visto no dia a dia da TV brasileira. A TV pública tem a obrigação de ampliar a chamada diversidade cultural, tão marcante em nosso País e negligenciada na mídia.  

“Ver TV” é uma atração que amplia os debates sobre o que é jogado no colo dos telespectadores. Fica a dica.  

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 22h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Histórias comoventes alavancam "Eliana"

Olá, internautas

 “Eliana” continua com fôlego no SBT. O dominical sempre oferece algum conteúdo ao telespectador na guerra dominical.  De uns tempos para cá, um quadro, em especial, chama a atenção.

É o “Reencontro”. Histórias comoventes sempre aparecem no palco do programa do SBT. No último domingo (23/11), foi ao ar um caso que causou reflexão. Um casal com lepra se viu obrigado a entregar seus filhos. Duas irmãs foram parar em um orfanato. Uma delas, com seis anos, foi adotada. A outra irmã, de cinco, correu atrás do carro, desesperada. Sem sucesso. Ficou sozinha no local. Em seguida, também foi adotada por outra família.

A irmã mais velha nunca se esqueceu de tal cena e procurou, incessantemente, a “companheirinha”. 50 anos depois, através da atração, conseguiu encontrá-la. Esta ficou chocada com a versão real. Sem muitas lembranças da infância, achava que a mãe tinha morrido no parto e não se lembrava mais da adoção da outra irmã. Eliana ficou visivelmente emocionada.

Outras histórias também envolveram o telespectador, como a mãe que abandonou seu filho e, após  40 anos, o reencontrou no dominical. Essa mesma senhora não via a irmã nesse mesmo período.

Muitos novelistas, que enfrentam crise de criatividade, deveriam acompanhar o programa e inspirar-se nos dramas reais.  Nesses casos, a “licença poética” fica no limbo. Qualquer semelhança é mera coincidência.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 20h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Fabio Arruda sobressai em "The Bachelor"

Olá, internautas

Na última sexta-feira (21/11), a RedeTV! estreou “The Bachelor – Em Busca do Grande Amor”. O primeiro episódio do reality surpreendeu positivamente diante da proposta apresentada. A nova atração ganhou bom ritmo de edição. 25 belas mulheres compuseram o elenco de pretendentes do “coração” do italiano Gianluca Perino.

Aliás, o sotaque do “bachelor” lembrou os personagens das novelas de Benedito Ruy Barbosa. Beijo, beijo!! Ele foi apresentado como “44 anos. Bonito. Bem sucedido. Atlético. Conhece o mundo inteiro”.  O rapaz encarnou uma boa figura no show.

Ele teve à disposição mulheres com diferentes estilos. Algumas chegaram de modo inusitado. Uma surgiu vestida de noiva. Outra, de aeromoça. Uma veio de skate. Uma dentista (definiu-se como dentista e modelo...) frisou que deixaria o rapaz de boca aberta... Já a comissária de vôo salientou que o deixaria nas alturas. Até teve uma argentina por lá. Aliás, devidamente defenestrada.

No momento da seleção, todas ficaram juntas. Mais parecia o cenário do histórico “Fantasia”. Duas candidatas, em especial, chamaram a minha atenção. Suzi pianista encarou a seletiva. Ela ficou conhecida por tocar, nua, piano no “Programa Silvio Santos”. Gianluca eliminou a moçoila. Já outra é velha conhecida do público da RedeTV!. É a “atriz“ Cris que participou do Teste de Fidelidade, de João Kleber. Com sua “voz grossa”, passou de fase e integra o elenco das 15 competidoras.  

Fabio Arruda sobressaiu no comando do reality. Muito à vontade, o consultor de etiqueta passou segurança na apresentação. Passou ar de naturalidade durante os bate-papos com o bachelor. Muito diferente de Britto Jr em “A Fazenda” e Ana Paula Padrão no “Masterchef”. Fabio imprimiu, logo de cara, uma boa identidade à atração.

O novo reality vai ao ar na faixa das 23 horas. Difícil missão. Disputa com a excelente série “Dupla Identidade”, da TV Globo, e a reta final de “A Fazenda”. Além disso, o  programa “Me Leva Contigo”, que tinha uma proposta semelhante e na mesma faixa horária das sextas, enfrentou sérios problemas nos índices de audiência da Rede Record.

É interessante notar a RedeTV! investir em sua programação.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 23h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Que Monstro te Mordeu? e primeira fatia agitam TV Cultura

Olá, internautas

Algumas novidades infantojuvenis agitam a programação da TV Cultura. A emissora da Fundação Padre Anchieta estreou  recentemente “Que Monstro Te Mordeu?”, de Cao Hamburger. A nova atração ocupa duas faixas: 11h30 e 19h30. Horários bem interessantes para a criançada.

A série é protagonizada por Lali Monstra, metade humana e metade monstra, interpretada por  Daphne Bozaski. A jovem interage com outros monstros. Particularmente, gostei da monstrinha Luisa, poltrona rosa, romântica, sonhadora e tímida. É a mais meiga. Agora, os outros bonecos realmente são bem “assustadores”, como Morgume. Será que as crianças menores ficarão com medo dessa turma? Seria um tiro no pé....

Nesta quinta (20/11), foi ao ar um episódio sobre a MonstroCam. Lali gravou um vídeo “nonsense” e se arrependeu. Jogou fora o equipamento. Porém, seus colegas encontraram o apetrecho e disponibilizaram o material no “MonsterNet”. O vídeo da dancinha bombou. Sucesso de visualizações. Todos riram da performance da moça. “Queimei meu filme para sempre”, disparou. “Ficarei conhecida como a monstrinha da dança ridícula”, sentenciou. Depois, os amigos entraram no clima e gravaram vídeos com a coreografia da Lali. Diante de tal fato, ficou mais calma. O programa tem a preocupação de abordar assuntos que marcam a nova geração.

Pessoalmente, fiquei mais entretido com o desenho “Osmar, a primeira fatia do pão de forma”. A ideia é genial. “Não é fácil ser a primeira fatia do pão de forma. Aquela que as pessoas acabam jogando fora ou deixando para o final. Osmar é uma delas, e por causa disso sofre de complexo de rejeição”. Confesso que já tive preconceito com essa fatia do pão. Hoje não mais... Rs....Na animação também estão um cookie de chocolate, caixa de cereais, sonho com recheio rosa e até uma baguete malandra!

Sempre é bom acompanhar novidades na programação da TV Cultura.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 22h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"CQC" enfrenta desafio sem Marcelo Tas

Olá, internautas

O “CQC” vive uma fase delicada. A Rede Bandeirantes já anunciou que, em 2015, a atração será comandada pelo ator Dan Stulbach, que ficou conhecido em todo o Brasil ao interpretar o marido que dava raquetadas em sua esposa na novela “Mulheres Apaixonadas”. Dan comanda programas no rádio.  Por esta experiência, ganhou credenciais para liderar a trupe dos homens de preto na Band.

O programa caminha para a oitava temporada. É natural o desgaste junto ao telespectador, principalmente após a entrada equivocada de alguns “repórteres”. O “CQC” é um programa jornalístico com humor. Porém, Lucas Salles, Ronald Rios e Naty Graciano passam pouco humor e não têm verve jornalística. Isso comprometeu diretamente o conteúdo. Além disso, a imagem ficou arranhada, até hoje, com a saída de Rafinha Bastos.

Marcelo Tas é a alma da atração. Igual a Emilio Surita no “Pânico”. A saída do apresentador da bancada criará um desconforto. Isso já foi percebido na última segunda-feira (17/11). Ana Paula Padrão encarou, excepcionalmente, a missão de substituir Tas. A apresentadora mais parecia ancorar o “Jornal da Globo” em pleno “CQC”. Ana Paula não conseguiu encarnar o espírito do programa.

A Band também anunciou o retorno de Rafael Cortez. Ótima contratação. Reforçará o time de repórteres. Por outro lado, Dan Stulbach terá que suplantar a imagem de Tas construída ao longo destes últimos sete anos. Missão complicada.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio TV às 20h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
Sobre o autor
Fabio Maksymczuk de A. Brito é jornalista formado pela Universidade Mackenzie e graduado em Relações Públicas pela USP. Desde 2004, Fabio escreve sobre a TV brasileira no FABIOTV que atualmente integra o UOL Televisão Blogs e Blogs Legais Convidados do UOL.

Sobre o blog
O blog FABIOTV tem por objetivo discutir a programação da TV brasileira. Novelas, realities, programas de auditório, jornalísticos, esportivos e as últimas novidades da mídia eletrônica ganham destaque.

 
Histórico


 
Outros sites